SÁBADO, 23 DE SETEMBRO DE 2017
Publicada dia: 11/09/2017

Diretor de cinema contará testemunho de oração que o trouxe de volta à vida em filme

Fonte:

Um experiente diretor de cinema viveu uma situação delicada durante um acampamento com os filhos, quando um raio atravessou o teto da cabana onde estavam e o atingiu. A situação de quase morte o inspirou a produzir um filme com seu testemunho.

Mitch Davis trabalha na indústria do cinema em Hollywood há alguns anos, com um punhado de filmes no currículo. Porém, nunca imaginou que contaria seu próprio testemunho em um de seus projetos: “As lembranças daquele momento foram completamente apagadas, mas os meninos me contaram que o relâmpago atravessou o telhado da tenda, me atingiu e eu voltei”, afirmou.

Davis concedeu uma entrevista ao portal Gospel Herald narrando os momentos de agonia: “Uma boa parte do relâmpago que atingiu meu corpo saiu da minha mão direita, atingiu a criança que estava ao meu lado e saltou para a outra criança. Eles me contaram que eu estava de costas e meus olhos estavam abertos, mas estava paralisado. Eles pensaram que eu estava morto”.

O desespero das crianças foi percebido pelo diretor, que estava acompanhado dos filhos, do cachorro e de outros dois meninos: “Eu podia ouvi-los chorando, gritando e orando por mim. Ouvi meu filho dizer: ‘Não morra, pai! Por favor, não morra’. Ouvi um dos meninos prometer a Deus que nunca mais faria algo errado se eu acordasse. Eu podia ouvir, mas não conseguia responder ou reagir”, contou.

Oração

Uma das memórias que o diretor de cinema tem é que estava se sentindo fraco, com a sensação de que a morte estava próxima: “Eu sentia que estava indo embora e não iria voltar. Foi uma experiência muito assustadora. Mas eu sentia que se eu orasse, de alguma forma seria livrado dessa escuridão. Só eu não conseguia nem mesmo formular uma oração em minha mente, porque eu sentia que estava sendo sufocado”.

Quando achou que seria o fim, Mitch Davis diz que ouviu a voz de Deus: “Ele expressou Seu amor por mim, sua aprovação a mim e disse com muita clareza: ‘Peça com confiança’. Eu me senti encorajado por Deus a orar e esperar um milagre”, relembrou.

Assim, fez uma breve oração, de apenas uma palavra: “Pai”. De imediato, saiu do estado de paralisia e conseguiu dar sinais que acalmaram os meninos: “Meus olhos se movimentaram, levantei minha cabeça, olhei ao redor. Eu estava consciente. A escuridão tinha desaparecido e eu estava vivo”.

Testemunho

Essa situação foi transformada em um filme, que irá propagar o testemunho a partir de outubro nas telas de cinema dos Estados Unidos. “Deus me deixou uma mensagem: ‘Eu te amo, você é bom, peça com confiança. Eu vou ouvir suas orações e as responderei”, comentou Davis.

O filme The Stray vai adotar uma abordagem inusitada: o cão da família, Plutão, será o protagonista. “Eu fui resgatado de escuridão que nunca tinha visto antes. A Bíblia se refere a ela como a morte e inferno, foi assim que senti. Aquela força buscava minha total destruição, mas Deus sabia que eu precisava de sua ajuda, estendeu Sua mão e me salvou”, concluiu o diretor, que ficou com pequenas sequelas, como um dos tímpanos danificado.

Ainda não existe data de lançamento prevista para o Brasil.