SEGUNDA FEIRA, 15 DE AGOSTO DE 2022
Publicada dia: 28/07/2022

AS 8 MOEDAS COMEMORATIVAS MAIS LEGAIS DO BRASIL

Fonte: https://www.megacurioso.com.br/artes-cultura/122533-as-8-moedas-comemorativas-mais-legais-do-brasil.htm

Na última terça-feira (26), o Banco Central do Brasil lançou duas moedas comemorativas para celebrar os 200 anos da independência do Brasil. Para homenagear o fato histórico, a autarquia federal fabricou a primeira peça colorida, estampada com R$ 2, custando R$ 34 — valor de venda ao público e em embalagem especial — e desenhada em cuproníquel (liga metálica de cobre com até 30% de níquel), e a disponibilizou ao lado de uma versão alternativa em prata, trazendo o valor de R$ 5 e vendida por R$ 420.

Essa é mais uma aposta do Sistema Financeiro Nacional para estampar símbolos importantes em seu mecanismo de compra. A prática é comumente utilizada a fim de valorizar marcos históricos e homenagear pessoas, épocas e eventos relevantes para a formação sociocultural do país, e tanto já foi levada a moedas de R$ 1 quanto a peças mais valiosas e com tiragens limitadas.

 

Confira abaixo algumas das moedas comemorativas mais legais já lançadas em território nacional:

1. Moeda Comemorativa pelos 500 anos do Descobrimento da América em 1992

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

Lançada em celebração ao descobrimento da América, a moeda fez parte de uma tiragem conjunta e contou com o suporte da Espanha, Portugal e países ibero-americanos. Seu valor monetário é de 500 cruzeiros e pouco mais de 40 mil unidades foram fabricadas, antes de ter esgotamento decretado pelo Banco Central

2. Moeda Comemorativa do Campeonato Mundial de Futebol de 1994

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

 

A moeda comemorativa do tetracampeonato de futebol mundial foi fabricada em um total de 11 mil unidades, sendo nove mil de R$ 4 (prata) e dois mil de R$ 20 (ouro). Ambas já estão esgotadas e exibem a icônica taça do campeonato em um dos versos e a textura de uma bola de futebol no outro.

3. Moeda Comemorativa em Homenagem a Ayrton Senna

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

Assim como a do tetracampeonato, a moeda comemorativa de Ayrton Senna homenageia um dos maiores atletas brasileiros em um formato de dupla fabricação. Já esgotadas, as moedas de prata traziam o valor de R$ 2, enquanto as de ouro eram de R$ 20. Lançadas em 1995 e fabricadas em 15 mil unidades, as moedas celebravam o tricampeonato de Fórmula 1, conquistado em 1991.

4. Moeda Comemorativa do Centenário de Ary Barroso

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

Cunhada em 2003, a moeda do centenário de Ary Barroso foi fabricada para homenagear um dos maiores compositores e artistas brasileiros, responsável por trilhas como "Aquarela do Brasil", "No Tabuleiro da Baiana", "Na Baixa do Sapateiro" e "É Luxo Só". No total, pouco menos de 10 mil unidades foram fabricadas, com peças de ouro (R$ 20) e prata (R$ 2) sendo distribuídas pelo país.

5. Moeda Comemorativa do Centenário de Jucelino Kubitschek de Oliveira

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

 

O ex-presidente da República Juscelino Kubitschek também teve sua face estampada em uma moeda comemorativa. Mais de 15 mil unidades foram inicialmente disponibilizadas no mercado, com as peças de prata de R$ 2 e de ouro de R$ 20. As moedas também se destacam pelo visual moderno, fazendo referência ao período acelerado de desenvolvimento e de integração nacional entre 1956 e 1961.

6. Moeda Comemorativa do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

Em 2008, foram comemorados os 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil, um período de grande contribuição social, formação da riqueza cultural no país e acolhimento ao maior contingente de japoneses e descendentes fora do Japão. Cerca de duas mil unidades foram inicialmente cunhadas, com cada trazendo o valor de R$ 2. Atualmente, as peças estão esgotadas.

7. Moeda Comemorativa de Salvador - Patrimônio da Humanidade - UNESCO

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

 

A moeda que homenageia Salvador foi uma sequência da série numismática “Cidades Patrimônio da Humanidade no Brasil” cunhada em um modelo de prata. Já esgotadas, as peças tinham valor de R$ 5 e traziam estampados, em seus versos, o icônico Elevador Lacerda e a baiana de acarajé.

8. Moeda Comemorativa do Centenário de Carlos Drummond de Andrade

(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)(Fonte: Banco Central do Brasil / Reprodução)

Em 2002, o Banco Central do Brasil lançou duas moedas para comemorar o centenário de Drummond, um dos grandes destaques da literatura nacional e produtor de um rico acervo cultural. As peças, cunhadas em prata (R$ 2) e ouro (R$ 20), simbolizavam o artista no seu ofício de escrita e tiveram tiragem inicial limitada a menos de 10 mil unidades.